• 2 stroke Here

    2 tempos é aqui!
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4

Conheça mais sobre a história da Yamaha

A primeira séria RD

Em 1972, a fábrica decidiu que uma atualização de suas diversas de produtos havia tornado-se necessária, para fazer frente a concorrência, e manter a imagem da marca de melhor construtor de motores 2 tempos de mádia cilindrada. Na verdade a Yamaha acabou não respondendo às ofencivas da Suzuki e da Kawasaki com máquinas de 2 tempos de cilindrada maior. A Yamaha havia optado por outro caminho, e construido sua primeira moto de motor 4 tempo, a XS 1 650, lançada no início de 1970. Outro projeto muito mais audacioso nunca foi levado até o fim, pelomenos numa versão estradeira: era a GL 750, cujo o motor era basicamente 2 motores de 350 2 tempos acoplados, com uma refrigeração líquida. As performances de uma máquina dessas eram sem dúvidas assustadoras, talvez demais...

Em todo caso, serviu de base para a famosa TZ 750, que apareceu em competições no início de 1974. Mas em termos de máquina de rua, a Yamaha não quiz apostar neste monstro. Pode-se considerar, hoje, que esta decisão não estava completamente errada: por causa de barulho e de poluição, as máquinas 2 tempos de grande cilindrada estavam com seus dias contados, cedendo lugar ao 4 tempos. Nesta mudança a Yamaha antecipou-se a Suzuki, mas não a Kawasaki, que logo reagiu lançando sua 900 Z1 em 1972.

Mas para pequenas e mádias cilindradas a Yamaha continuou seu esforço, sendo o único dos construtores Japoneses que nunca interromperam a produção de máquinas de 2 tempos. Em 72 o visual dos 4 bicilindros da marca, 125, 200, 250 e 350 já era muito parecido, era o momento certo para adotar uma cigla comum a todos eles: A RD (Race Developd Series). Outro item em comum aos quatro modelos, a admissão por válvula de palhetas, o famoso troque induction, destinado a melhorar o fluxo de mistura do carburador para o carter, eliminando turbulências. Este sistema foi adotado também nas 500 e nas 750 de velocidade, mas não nas 250 e 350. A produção das RD 250 e 350 começou em dezembro de 1972, e a das 125 e 200 dois mêses depois. A 125 desenvolvia 16 cavalos a 8500 rpm de potência e pesava 103 Kg, a potência da 200 era de 22 cavalos a 7500 rpm, para um peso de 115 Kg. O motor da RD 250 desenvolvia 30 cavalos a 7500 rpm, e a RD 350 39 cavalos a 7500 rpm, ambas pesavam respectivamente 152 a 154 Kg. todas eram refrigeradas a ar, e eram qeuipadas com sistema de lubrificação separada autolube. O freio dianteiro a tambor nas 250 e 350 foi logo substituido por freios a disco, que viria a equipar também as 125 e 200 a partir de 1976. As 250 e 350 eram equipadas de um câmbio de 6 marchas (cinco nas 125 e 200).

Read more: Conheça mais sobre a história da Yamaha

Saiba mais sobre: RD 350 | DT200 | RD 135

Em 1967 a Yamaha lançou a RD, uma 350, 2 cilindros, 2 tempos.

Em 1968 é lançada a R2 350 com motor, chassi e componentes

totalmente diferentes, seu motor também 2 cilindros, 2 tempos,

passou a ser Twin (os pistões movimentam-se em conjunto).

Em 1969 foram fabricadas as R3, com visual similar a R2,

apenas com o velocímetro e tacômetro independentes

(antes era um mostrador único aclopado na cubado farol).

Assim como a R2, tiveram também a opção dos canos de

escapamento Scrambler (tipo trail)

e versão Grand Prix. Em 1970 vieram as R5, visual totalmente

remodelado e mecânica derivada das TR3 350 de competição,

imediatamente obtiveram sucesso em todo mundo.

Leia mais...


Yamaha RD 125, RD 125Z, RD 135 e RD 135Z foram modelos

de Moto produzidas e comercializadas no Brasil entre 1982 e 1999.

Sua principal e marcante característica é o Motor a dois tempos,

que oferece grande potência específica, ótimo desempenho,

grande possibilidade de preparação, bem como alto índice de

ruído e poluentes. Semelhante as Yamaha RD 350, foram

durante 17 anos comercializadas pela Yamaha do Brasil.

Após muitos anos comercializando motocicletas com Motor a

dois tempos e com muita tradição nas ruas e pistas de corrida,

a Yamaha do Brasil não pensou diferente ao introduzir no

mercado a RD 125Z em 1982.

Leia mais...

A Yamaha DT 200 é uma motocicleta com motor 2 tempos fabricada pela Yamaha no Brasil. A trail Yamaha DT200 surgiu no Brasil no final de 1991, em substituição a Yamaha DT 180, que sairia de catálogo em 1997. Em 1994, surgiu a Yamaha DT 200R, uma versão aprimorada da DT 200. Em 1997 a DT 180 e a DT 200 saíram de catálogo, e em 2000 a Yamaha DT 200R teve sua produção encerrada.

História

A Yamaha inaugurou o segmento trail no Brasil com a DT 180 no final de 1981. A DT 180 mostrou-se uma motocicleta muito versátil e robusta, mas com o passar dos anos apresentou limitações. Seu baixo desempenho e o alto consumo de combustível foram fatores que obrigaram a Yamaha a lançar uma versão mais moderna e aperfeiçoada de sua motocicleta trail. As concorrentes haviam lançado motos mais modernas e de melhor desempenho, como a Agrale EX 27.5 e a Honda XLX 350R.

Em 1990, a fábrica começou pesquisar um modelo trail, com base na DT 125, sucesso de vendas no exterior. A Yamaha determinou exigências em relação a sucessora da DT 180 que deveria possuir os seguintes atributos:

Leia mais...

Galeria de Fotos

Videos recentes:

Projeto desenvolvido para Yamaha RD 350 estágio de preparação nível 3 com reestilização, reforma e design, confira mais no video:

Projeto desenvolvido para Yamaha DT 200 estágio de preparação nível 2 com peças e componentes totalmente forjados para melhor durabilidade, confuram mais no video:

Projeto desenvolvido para Yamaha RD 135 estágio de preraração nível 2, confira mais no vídeo:

performance 2 stroke here